• Absorventes diários são vilões no combate aos fungos, pois eles aumentam a temperatura da região íntima e promovem abafamento com aumento da umidade. Protetores diários devem ser usados apenas durante a menstruação ou em situações específicas;
  • Sabonetes líquidos íntimos são recomendados por serem cosméticos formulados especificamente para a região genital, com ph muito próximo ao natural e sem perfumes ou corantes agressivos à vulva;
  • Roupas de banho devem ser trocadas com regularidade, evitando permanecer com biquínis ou maiôs úmidos por muitas horas;
  • Roupa íntima deve ser bem lavada e seca. Evite pendurar e secar calcinhas no banheiro, por exemplo, que é um ambiente pouco arejado da casa e que pode deixar a peça úmida por tempo prolongado — e não há ambiente mais propício para fungos do que esse;
  • Para evitar a candidíase, é importante sempre realizar higiene íntima adequada;
  • Evite usar roupas apertadas com muita frequência, como calça jeans e meias-calças;
  • Prefira roupas íntimas de algodão;
  • Procure, também, dormir sem calcinha;
  • Alimentação balanceada e exames de rotina devem ser realizados para manutenção da saúde integral;
  • Doenças como diabetes, estresse, imunossupressão e outras também podem aumentar as chances de desenvolver a doença.

Fonte: https://www.ativosaude.com/saude-da-mulher/candidiase-prevencao/

Deixe uma resposta